João Bernardo (1946- )

Autores, Formação

João Bernardo (1946- )

joao bernardo
Militante e marxista português. Em razão de sua militância política de oposição radical ao fascismo salazarista, foi proibido de estudar em todas as universidades portuguesas. De 1965 a 1974 exilou-se na França, onde encontrou grande movimentação política, aproximando-se de grupos maoistas e tendo frequentado alguns cursos de Louis Althusser. Autodidata, explorou as possibilidades do ambiente acadêmico sem se tornar aluno regular. Durante a chamada “Revolução dos Cravos”, iniciada com a queda do fascismo português em 25 de abril de 1974, retornou a Portugal tendo ajudado a organizar o grupo que fundou o jornal “Combate”, importante veículo do movimento autonomista conselhista dos trabalhadores portugueses. Seu livro “Para Uma Teoria do Modo de Produção Comunista” é considerado a referência teórica do comunismo conselhista português e um dos grandes documentos do marxismo contemporâneo. O conjunto de sua obra se apresenta como uma das balizas fundamentais para criticar o processo chamado transnacionalização do capital e também ao processo histórico que deu origem aos gestores desse capital como classe (administradores de empresas, ex-sindicalistas), em frontal oposição às demandas históricas do proletariado nesse capitalismo transnacionalizado. (adaptado de “A propósito do marxismo de João Bernardo”, escrito por João Alberto da Costa Pinto).

Disponibilizamos abaixo alguns de seus escritos que entendemos importantes para estudos e reflexões que tem por objetivo realizar práticas transformadoras:

Sobre a esquerda e as esquerdas
João-Bernardo-Sobre-a-esquerda-e-as-esquerdas